POLÍCIA PRENDE SUSPEITO DE DOIS HOMICÍDIOS

A Polícia Civil PRENDEU, no final da tarde desta sexta-feira, J.P.P., 19 anos de idade, natural de Sananduva, RS, autor de dois homicídios nos últimos 60 dias, além de outros crimes graves:

PRIMEIRO CRIME (DISPARO DE ARMA DE FOGO EM VIA PÚBLICA):
No dia 12.03.2016, por volta das 15h, na Av. Dom Frei Candido Maria Bampi, 660, Vacaria, J.P.P., após se envolver em pequeno acidente de trânsito, saiu de seu automóvel e disparou diversas vezes contra seu próprio veículo e fugiu.

SEGUNDO CRIME (HOMICÍDIO QUALIFICADO POR MOTIVO FÚTIL):
No dia 20/03/2016, por volta das 21h30min, na Rua Manoel Borges Vieira, Bairro Borges, Vacaria, J.P.P. desferiu vários disparos de arma de fogo contra a vítima DIEGO NUNES DOS REIS, fato acontecido em via pública, na esquina do Bar do Roni, falecendo em virtude das lesões.
Motivo do crime: pequena discussão entre ambos durante a tarde do dia do homicídio.

TERCEIRO CRIME (HOMICÍDIO QUALIFICADO POR MOTIVO FÚTIL):
No dia 08/04/2016, por volta das 20h45min, na Rua Getúlio Vargas, 240 Bairro Borges, Vacaria, J.P.P. desferiu pelo menos dois disparos de arma de fogo contra a vítima CRISTIANO BRANCHINI DE ANDRADE, fato acontecido no interior da residência de ambos, que estavam morando na mesma casa, falecendo a vítima em virtude das lesões.
Motivo do crime: uma piada (brincadeira) que a vítima teria feito durante a tarde.

Em vista da gravidade do crime, houve várias representações da polícia civil pela prisão preventiva do homicida.

No final da tarde de hoje, integrantes da seção de investigação da Delegacia de Polícia de Vacaria prenderam o suspeito, que se encontrava em via pública, no Bairro Borges, mesmo local onde praticou os crimes acima referidos.

Além dos crimes praticados o preso já tinha antecedentes por crime de tráfico de drogas.

O preso foi encaminhado ao Presídio Estadual de Vacaria e já foi indiciado em inquéritos policiais por dois crimes de HOMICÍDIO QUALIFICADO e um crime de DISPARO DE ARMA DE FOGO EM VIA PÚBLICA, devendo ir a julgamento pelo Tribunal do Júri assim que instruído o processo criminal, estando sujeito a penas que podem variar entre 26 e 64 anos de prisão.

ANDERSON SILVEIRA DE LIMA,
Delegado de Polícia.


Compartilhe este post.
Bookmark e Compartilhe

Nenhum Comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Autor desta matéria

Everaldo Camargo

Diretor Geral, mora em Bom Jesus-RS
Posts Facebook E-mail

Dados desta matéria



Anuncie

Quer ver sua empresa no Portal Mister Kanú?

Acesse Quem Somos > e solicite maiores informações.

Colabore

Quer ter seu texto publicado no site?

Acesse a página Faça Contato > e veja como.