POLÍCIA CIVIL DE BOM JESUS REMETE AO PODER JUDICIÁRIO INQUÉRITO SOBRE ASSASSINADO COMANDADO POR HOMEM PRESO

APÓS O ASSASSINATO, O MANDANTE DO CRIME AINDA REALIZOU CENTENAS DE LIGAÇÕES DE DENTRO DA CELA DO PRESÍDIO, PRATICANDO INCLUSIVE CRIMES DE AMEAÇAS.

Foi remetido no dia de hoje ao Poder Judiciário, pela Delegacia de Polícia da cidade de Bom Jesus, o Inquérito Policial que investigou o assassinato de JOSÉ NELCI TRAMONTIN DOS SANTOS, com 56 anos de idade ( foto abaixo).

O fato ocorreu no último dia primeiro de janeiro quando MAICON DANIEL VELHO DA COSTA, conhecido como BRUXO, com 30 anos de idade, invadiu a casa da vítima e matou a mesma covardemente dentro da sala com um disparo de arma de fogo, na frente de filhos e netos de JOSÉ NELCI.

Conforme as investigações, o crime foi praticado a mando de FERNANDO DA SILVA, conhecido como FERNANDINHO BEIRA MAR, com 25 anos de idade, o qual cumpre pena no Presídio Estadual de Vacaria, de onde comandou o crime.

JOSÉ NELCI era ex-sogro de FERNANDINHO BEIRA MAR, o qual mandou matá-lo por não aceitar a separação e o apoio dado pela vítima a sua filha. A própria vítima havia prestado declarações menos de dois meses antes de ser assassinada narrando ameaças de morte recebidas de BEIRA MAR.

FERNANDINHO BEIRA MAR cumpre pena no Presídio de Vacaria há alguns anos e BRUXO foi preso preventivamente e levado ao mesmo Presídio no último dia 07 (sete) do corrente mês pela morte de JOSÉ NELCI.

Com autorização Judicial, foram interceptadas ligações telefônicas realizadas por FERNANDINHO BEIRA MAR de dentro da cela do Presídio Estadual de Vacaria.

Em 15 (quinze) dias de monitoramento das ligações, o preso FERNANDINHO BEIRA MAR, DE DENTRO DA CELA DO PRESÍDIO ESTADUAL DE VACARIA, realizou e recebeu em torno de 600 ( seiscentas) ligações telefônicas, enviou e recebeu em torno de 1900 ( mil e novecentas) mensagens e acessou mais de 1000 ( mil) vezes a internet, principalmente o Facebook, onde criou uma página com o nome Matheus Silva.

Através das ligações, FERNANDINHO BEIRA MAR, DE DENTRO DA CELA DO PRESÍDIO, ameaçou pessoas, contratou Advogado para defender seu comparsa BRUXO e conversou várias vezes pelo telefone com o próprio BRUXO, quando este também já estava preso no mesmo Presídio de Vacaria, em outra cela, combinando estratégias para que o executor do crime assumisse a prática do Homicídio sozinho.

Com a remessa do Inquérito à Justiça, caberá agora ao Poder Judiciário e ao Ministério Público instaurar e dar continuidade à Ação Penal contra os acusados.

SE CONDENADOS, MAICON DANIEL VELHO DA COSTA, VULGO BRUXO, E FERNANDO DA SILVA, VULGO FERNANDINHO BEIRA MAR, PODERÃO FICAR ATÉ 30 ( TRINTA) ANOS PRESOS PELA PRÁTICA DO CRIME DE HOMICÍDIO TRIPLAMENTE QUALIFICADO


Compartilhe este post.
Bookmark e Compartilhe

Nenhum Comentário Quero comentar!

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Autor desta matéria

Everaldo Camargo

Diretor Geral, mora em Bom Jesus-RS
Posts Facebook E-mail

Dados desta matéria



Anuncie

Quer ver sua empresa no Portal Mister Kanú?

Acesse Quem Somos > e solicite maiores informações.

Colabore

Quer ter seu texto publicado no site?

Acesse a página Faça Contato > e veja como.