CONFIRA AQUI: Relatório aponta a divida de mais de R$ 14 MILHÕES


Com uma dívida estimada em mais de  R$ 14.000.000,00, incluindo os débitos com o INSS, e também os empenhos não pagos até 31.12.2012, a atual administração de Bom Jesus encara a luta para sanar este valor negativo contraído por administrações anteriores.
Segundo o secretario da Fazenda Dr. Volmar Arcari Ferreira somente nos dois últimos quadrimestres de 2012 o município contraiu uma dívida de aproximadamente R$ 3.600.000,00. “Está dívida é oriunda de débitos com o transporte escolar, energia elétrica, dívidas com contratos terceirizados, coleta de lixo, aquisição de peças para máquinas e veículos, repasses não feitos na área da saúde e também a precatórios não pagos, entre outras dívidas”, destaca Arcari.
O Secretario da Fazenda acredita que a solução para o crescimento de Bom Jesus é que todos trabalhem juntos por um objetivo comum. “Na verdade, as administrações anteriores não conseguiram sanar seus problemas financeiros e insinuam que a atual administração com apenas 70 dias de gestão resolva todos os problemas financeiros” salienta.
Ainda baseado em relatório sobre a gestão financeira Arcari afirma que é necessário no mínimo 15 anos para que está dívida possa ser sanada, podendo ainda no futuro haver um reajuste deste valor. Para ele ou a população se une e trabalha ou todos terão como resultado o desleixo.
De acordo com o secretário da Fazenda os números apresentados foram retirados da contabilidade do município, os quais estão à disposição seja para o legislativo ou para a população em geral para possíveis comprovações.

A comunidade poderá também acompanhar aqui nos documentos abaixo o relatório

 


Compartilhe este post.
Bookmark e Compartilhe

2 Comments Quero comentar!

  • Que engraçado estar na reportagem que os precatórios estão em atraso, acredito que esta informação está equivocada pois os precatórios do município foram parcelados conforme prevê a legislação federal, e a parcela do mês 12 foi quitada, outro assunto que me chamou bastante a atenção foi o valor dos restos a pagar a curto prazo, penso que deveriam divulgar também que do valor que ficou mais ou menos 1.500.000,00 ( um milhão e meio ) são valores que o município tem a receber da união ou do estado,l exemplo disso são as obras de calçamento que o empenho era feito pelo valor da obra mas o dinheiro para pagamento ( efetuado pela caixa econômica federal ) é liberado conforme medições, sendo que não havia medição ficou o valor do resto, outro valor tbm bem significante é os 360.000,00 mais ou menos da escavadeira hidráulica… aquela…. que ficou depositado na conta da pm a contra partida e o governo federal não tinha liberado o dinheiro para pagamento…. tem tbm quase 300.000,00 da reforma do centro cirúrgico do hospital que ficou o empenho pronto e a obra não tinha sido iniciada…. mas não sei pq essas informações não são divulgadas….

    Comentário by Recilia — 20 de Março de 2013 @ 15:47

  • como é que vai ser pago isso? algum setor ficara sem recurso pra que tape este rombo na prefeitura.

    Comentário by jonas 11 — 20 de Março de 2013 @ 16:09

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Autor desta matéria

Everaldo Camargo

Diretor Geral, mora em Bom Jesus-RS


Posts Facebook E-mail

Dados desta matéria



Anuncie

Quer ver sua empresa no Portal Mister Kanú?

Acesse Quem Somos > e solicite maiores informações.

Colabore

Quer ter seu texto publicado no site?

Acesse a página Faça Contato > e veja como.